Quando garoto, não tínhamos rádio, um dia um vizinho viajou e emprestou, para o meu pai, um velho Rádio, novidade da época. Fiquei encantado, imaginava que os "homenzinhos" que falavam estavam dentro do rádio. Era tudo muito estranho. Chegada a hora de dormir o rádio era coberto com uma toalha bordada e engomada. Era uma preciosidade. Ter um rádio era sinal de “status”, alguém bem de vida, o que não era o nosso caso...

   
     
   

 

 

 

...Esse encanto pelo rádio tornou-se uma paixão  que resistiu o tempo,

virou tormento, obsessão e acabou virando realidade muito sedo,

 no movimento estudantil...

 

 

 

       A Voz do Estudante

1973  |  1974

 

No auge do Movimento Estudantil Gaúcho, nos áureos tempos da UGES | União Gaúcha de Estudantes, na Gestão 1973|1974 , presidimos a UESB | União Bentogonçalvense de Estudantes Secundários, o que nos deu destaque e nos valeu um longo aprendizado na estrada da vida. Nessa época na  ZYQ 5 Rádio Difusora de Bento Gonçalves tinha um Programa que despertava a atenção dos estudantes  : " A voz do estudante". Nessa época  liderávamos uma equipe e apresentávamos o Programa que possuía extraordinária  audiência.

Apresentação do Programa nos deu, também, o gosto pelo Rádio nascendo daí uma verdadeira paixão. Ainda na política Estudantil, juntamente com a Cantora e Interprete Ana Maria Mazzoti, talento e destaque da época em meio a juventude, produzimos e apresentávamos um programa de música jovem e, os Beatles e os Rolling Stones eram os ícones, a sensação do momento. Depois de duas apresentações o Programa foi suspenso. Argumento da direção da Rádio: Agitação demais para a juventude. Fomos considerados nocivos aos jovens   "sadios" e religiosos da época. Este fato fez com que abandonássemos o Rádio e nos dedicássemos a outras atividades.

Em 2002, O jornalista Fernando Rachelli, de saudosa memória, ao visitar o vale do São Francisco-PE, a convite da Vinhuva Fest, evento que se realiza no município de Lagoa Grande, no sertão nordestino e, que nós coordenávamos, se entusiasmou pelo que viu e sentiu. Em seu retorno a Serra gaúcha nos convidou para que fizéssemos alguns comentários sobre a Vitivinicultura  que estava iniciando no nordeste. Fizemos  algumas intervenções o que nos valeu  um convite para  apresentarmos um  comentário diário, dentro do jornal do Meio Dia na Rádio Viva News. O Comentário " In vino véritas" marcava o nosso retorno, ressuscitando uma velha paixão: o rádio. Com isso veio o segundo convite, apresentarmos um Programa chamado: " Nossa Terra, Nossa Gente", programa de entrevistas, todos os sábados das 13:00 às 14:00  horas. Com o sucesso dessa caminhada nasceram  os Programas : Um vinho, Uma história; Histórias que me contaram; Braço da Viola .  Todos os  programas alcançaram grande sucesso e audiência. Em 2010 é criado o Programa; Profissão  Esperança na Rádio Difusora 890 AM. E, desse trabalho surgiu o  Projeto:  O Brasil por inteiro e, inicia assim uma nova etapa – uma outra  história -  Mais tarde mudamos para a Rádio Difusora 890 AM, permanecemos por 4 anos. Em 2017 retornamos com os mesmos Programas e estilo o que permanecem até hoje, com grande sucesso.

Voltar| Menu principal